Hiperatividade em crianças

Uma criança diagnosticada com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção / Hiperatividade) terá dificuldade em ficar sentada por mais de alguns minutos e, se precisar ficar quieta, ela se moverá e se moverá constantemente com as mãos e os pés. Tais crianças são muito impacientes e propensas a correrem sem sentido e sem cessar.

É muito prejudicial esperar que uma criança com TDAH seja como outras crianças. Mas o que você pode fazer é incutir confiança nele, o que também o ajudará a superar sua má imagem da vida. Lembre-se de que adotar uma criança com TDAH é extremamente importante, pois facilita o sucesso da criança e a sensação de amor, apesar da síndrome.

Dicas para pais de crianças com TDAH


1. Sempre que uma criança se comporta mal, você a ignora. Mas tenha cuidado para que esse comportamento não coloque em risco a criança fisicamente.

2. Quando seu filho estiver se comportando adequadamente, preste atenção, dê-lhe um abraço, dê-lhe palavras gentis, olhe para ele e sorria para ele. Isso leva ao desenvolvimento da autoconfiança, à criação de atitudes positivas e ao esforço para repetir o comportamento desejável.

3. Mantenha as instruções que você der a seu filho sempre claras, compreensíveis e simples, para que ele possa dizer o que esperar.


4. Observe seu comportamento, pois seu filho imitará seu comportamento. Se você não quer que seu filho grite enquanto grita com ele, você não alcançará o efeito desejado.

5. Uma criança hiperativa é afetada positivamente por um dia cuidadosamente planejado, trabalhos escolares, trabalhos de casa e atividades de lazer. Defina uma rotina com antecedência, pois formará a base do aprendizado.

6. Forneça ao seu filho estrutura, rotina e previsibilidade.


7. Forneça ao seu filho responsabilidades domésticas e familiares.

8. Gradualmente, comece a responsabilizá-lo por suas obrigações.

Quando você tem um filho com Transtorno de Déficit de Atenção / Hiperatividade (TDAH), é essencial que você trabalhe por conta própria e lide com o problema o mais rápido possível e aceite o diagnóstico da criança, pois isso facilitará muito sua vida. Não espere, mas responda a tempo.

Autor: A.Z., Foto: Glenda M. Powers / Shutterstock

IDENTIFICANDO A HIPERATIVIDADE INFANTIL (Agosto 2021)